Home » Perpétuo Socorro » Nossa Senhora do Perpétuo Socorro - Um pouco da história

Nossa Senhora do Perpétuo Socorro - Um pouco da história

Dedicamos o dia 27 de junho a Nossa Senhora do Perpétuo Socorro. Temos festa pelo mundo afora! Trata-se de um título carinhoso, significativo, moderno, apropriado ao contexto de nossos tempos! Socorre-nos, Maria! Ícone quer dizer pintura de motivos religiosos e, em tempo de informática, significa um desenho pequeno que representa um objeto ou um programa. Nossa Padroeira surgiu assim: num quadro ou num ícone.

Perpétuo Socorro - Origens
Fala-se que o quadro do Perpétuo Socorro é o mais divulgado no mundo. Exageros à parte, pelo menos é um dos mais conhecidos e, para os Redentoristas, o “carro chefe” da mensagem do Evangelho, ligado à mensagem do Santíssimo Redentor. O ícone é de origem oriental, grega. Diz a história que, em fins do século XV, um negociante roubou o quadro de um altar de uma igreja na ilha de Creta, onde era venerado. Fugindo de navio com o quadro, considerou um milagre ter sobrevivido a grande tempestade em alto mar. Conseguiu chegar a Roma com o quadro. Às portas da morte, contou a um amigo que tinha roubado aquele quadro e pediu que o amigo o entregasse a alguma igreja. O amigo, porém, foi impedido por sua esposa de cumprir a promessa. Ficaram com o quadro, morrendo sem cumprir o que prometera.

Perpétuo Socorro - Surgiu o nome
Conta-se que Nossa Senhora apareceu à filha de seis anos deste casal de Roma, que ficou com o quadro, e mandou a menina dizer à mãe e à avó que o quadro devia ser colocado numa igreja dedicada a S. Mateus Apóstolo, que ficava entre as duas grandes basílicas de Santa Maria Maior e S. João de Latrão, em Roma, e que deveria ter o nome de Perpétuo Socorro. A família levou o quadro para a igreja no dia 27 de março de 1499. Ali foi venerado durante os 300 anos seguintes e o povo foi pegando gosto para esta devoção: perpétuo socorro, aquela que nos socorre! Título sugestivo que diz tudo, resume os anseios do ser humano.

Perpétuo Socorro - Um quadro que peregrina!
Em 1798, a guerra atingiu Roma e o convento e a igreja, que estavam sob os cuidados dos religiosos Agostinianos irlandeses, foram destruídos quase que totalmente. Mudando-se dali, os Agostinianos levaram o quadro. Em 1819, os Agostinianos transferiram-se para outra igreja, a de Santa Maria in Postérula, e para lá levaram o quadro. Como nesta igreja já havia um quadro de Nossa Senhora da Graça, e o povo gostava muito do título e tinha muita veneração, os religiosos colocaram o quadro na capela interna do convento.

Perpétuo Socorro - Esperteza de um Irmão!
Os religiosos que não são padres e vivem em comunidade, em convento, são chamados de Irmãos. Naquele convento, havia um Irmão, Agostinho Orsetti, que contou mais ou menos assim a um dos coroinhas chamado Michele Marchi: “Veja bem, meu filho, você sabe que a imagem da Virgem de São Mateus está lá em cima, na capela de nosso convento. Nunca se esqueça dela. É um quadro milagroso!” Em sua quietude, silêncio, sabedoria, a missão do Irmão terminou nesta frase. Ele faleceu em 1853, aos 86 anos de idade, deixando a grande pregação de sua vida: “Nunca se esqueça dela!” No dia 26 de Abril de 1866, o Papa Pio IX, que gostava muito dos redentoristas, visitando a igreja de S. Afonso, em Pagani (Itália), tirou do seu dedo o "anel de pescador" e trocou-o pelo anel de bispo do santo. Quando ele entregou o quadro de Nossa Senhora do Perpétuo Socorro aos redentoristas, recomendou: "Façam-na conhecida no mundo inteiro!"

Compartilhe e Indique:
Demais conteúdos:
Não há mais conteúdos para este canal!
 
Total de mensagens escritas por usuários: 1
28/06/2012 - 20:08:53Carlos Felício da Silveira - São Paulo (SP) - Retomando o tema do Perpétuo Socorro!Rezo pagãmente! Deus, já foi dormir hoje? Sem insônia? Não consegue dormir? Uns acham que você perdeu o sono depois que criou o homem, baseados naquela sua fala: e se arrependeu de ter criado o homem (Gênesis 6, 6). Outros acham que você agora dorme mais sossegado, depois que seu Filho falou que poucos se salvarão (Lc 13, 22-24). Melhor então nada fazer, evitando contradizer-se. Existem outros que chamam sua mãe de Perpétuo Socorro - sempre à beira de alguém! Para estes, você descansou no sétimo dia e depois nunca mais, até sua mãe já não precisar do título: Perpétuo Socorro!

Deixe sua mensagem
Avaliaremos sua mensagem para depois liberá-la!
 
Nome:
E-mail:
Título:
Cidade:
Estado:
Mensagem:
caracteres

Receba o Vivências diariamente: -Evangelho -Recadinhos -Reflexões

*campo obrigatório