Home » de Guadalupe » Nossa Senhora de Guadalupe - Crônica dos fatos

Nossa Senhora de Guadalupe - Crônica dos fatos

O índio Juan Diego nasceu em 1471, perto da cidade do México, na aldeia de Cautitlán, pertencente aos índios Mazehuales. Conforme a lenda e tradição, no dia 9 de dezembro de 1531, às 6h, quando o índio Juan Diego se dirigia de sua aldeia para a de Tolpetlac para assistir uma função religiosa na missão franciscana de Tratetolco, ao chegar ao monte Tepeyac, às margens do lago Texcoco, viu uma jovem de uns 15 anos, que lhe ordenou ir falar com o bispo a fim de pedir-lhe que construísse um templo no vale próximo.

No mesmo dia, por volta das 17h, Juan Diego vê novamente a jovem. Fala que o bispo não quis acreditar nele e pede que ela escolha outro mensageiro. A jovem, porém, insiste que ele deve ir novamente falar com o bispo. No dia seguinte, 10 de dezembro, às 15h, Juan Diego fala novamente com o bispo, que ainda não acredita e pede algum sinal. Pela terceira vez a jovem lhe "aparece" e ordena a Juan Diego que volte ao monte no dia seguinte para receber o sinal pedido pelo bispo.

Como o tio de Juan Diego estava doente, o índio não vai ao monte. Na madrugada do dia 12 de dezembro, a doença do tio se agrava. Juan Diego sai de sua aldeia para buscar um sacerdote, e rodeia o monte para não encontrar a virgem. Mas, assim mesmo, ela lhe "aparece", fala que seu tio ficará curado, e pede que vá ao monte buscar rosas. Este seria o sinal. E de fato, ao seu regresso, a virgem diz: Estas diferentes flores são a prova, o sinal que levarás ao bispo. Diga-lhe que veja nelas meu desejo e execute minha vontade. Na mesma hora em que Juan Diego encontra a jovem, ela "aparece" também a seu tio doente, cura instantaneamente suas enfermidades e manifesta seu nome: "Sempre Virgem Santa Maria de Guadalupe".

Após a quarta "aparição", Juan Diego leva em seu poncho, como prova, rosas frescas de Toledo (e isto em pleno inverno mexicano). Na casa do bispo, por volta do meio dia, na hora que abriu o poncho onde estavam embrulhadas as rosas, estava a imagem a “Virgem de Tequatlaxopeuh", a mesma que hoje se venera na Basílica de Guadalupe. Surgiu a devoção! Surgiu a Padroeira!

Compartilhe e Indique:
Demais conteúdos:
» 09/12/2014 | Basílica de Guadalupe recebe na festa 6 milhões de peregrinos
» 13/12/2011 | Guadalupe, Missionária do Novo Mundo
» 12/12/2011 | Nossa Senhora de Guadalupe: 12 de outubro
» 06/12/2011 | Nossa Senhora de Guadalupe - Oração

[+] mais conteúdo
 
Total de mensagens escritas por usuários: 0
Deixe sua mensagem
Avaliaremos sua mensagem para depois liberá-la!
 
Nome:
E-mail:
Título:
Cidade:
Estado:
Mensagem:
caracteres
Romeiros no Santuário Nacional


Durante toda a semana de 08 a 14/janeiro/2018
circularam pelo Santuário 282.788 visitantes.
De segunda a sexta-feira
o número de visitantes foi de 100.645

No fim de semana:
sábado, 13 de janeiro/2018: 80.362 romeiros
domingo, 14 de janeiro/2018: 101.780 romeiros

Previsão do Santuário Nacional
para o próximo fim de semana:
A previsão para sábado, 20 de janeiro de 2018: 66.113 visitantes.
Para domingo, 21 de janeiro 2018: 78.151 visitantes.


Receba o Vivências diariamente: -Evangelho -Recadinhos -Reflexões

*campo obrigatório